segunda-feira, 6 de abril de 2009

Eaten Alive (77, dir. Tobe Hooper)



O filme conta a história de Judd um velho caipira de uma pequena cidade do interior proprietário de um hotel que tem como principal hobby alimentar seu crocodilo africano com seus hóspedes.

Uma breve sinopse para um filme que como os bons e velhos slashers (não sei se posso colocar Eaten Alive nessa categoria) não perde muito tempo com história e parte direto para a ação usando a velha fórmula “psicopata + mocinha indefesa” e usando sempre de pouca luz para criar um clima macabro.

Esse foi o segundo filme no gênero terror em que Tobe Hooper assumiu a direção logo após o sucesso de O Massacre da Serra Elétrica (Texas Chainsaw Massacre, 74) e não foge muito da que vimos em seu melhor filme, novamente temos o povo do interior retratado como selvagens e pervertidos que temem o homem da cidade grande. Aliás, esse medo foi o único motivo que consegui encontrar que pode justificar os assassinatos cometidos pelo protagonista Judd, já que o filme nunca mostra um motivo para os homicídios.

Vocês podem ter estranhado eu ter chamado o vilão do filme de protagonista, mas o que faz com que esse filme seja um pouco diferente de outros filmes parecidos é que em momento algum as vítimas são o centro do (pouco) enredo, fato que pode incomodar aqueles que gostam de simpatizar pela mocinha e torcer pela mesma (o que não é o meu caso, eu sempre torço pelo vilão hehehehe). Outro erro do filme é o que eu gosto de apelidar de “Complexo de Cannibal Ferox”, ou seja, durante uma cena de clímax o diretor tem a “bela idéia” de seguir uma trama paralela (no caso, o pai e a irmã da primeira vitima chegam à pequena cidade tentando achar a desaparecida) se essa parte consumisse pouco tempo do filme até que dava pra engolir, mas ela se arrasta por longas cenas que nada acrescentam ao filme e podem cansar o espectador.

No geral é um bom filme, não é um dos mais violentos ou até mesmo o com o clima mais macabro (embora a fotografia seja esforçada), mas é melhor que os filmes que Tobe Hooper dirigiu em seguida, sendo que muitos desses filmes são mais reconhecidos que o Eaten Alive (embora alguns expliquem essa falta de reconhecimento devido os vários nomes que o filme recebeu) que pode ser considerado o seu segundo melhor filme, em termos técnicos obviamente, já que se eu fosse escolher provavelmente escolheria O Massacre da Serra Elétrica 2 que é um filme horrível, mas um filme horrível que eu não consigo odiar hahahahaha.

Nota adicional:

A história desse filme assim como O Massacre da Serra Elétrica foi levemente baseado em uma história real, a história de Joe Ball, um texano que era dono de um bar e tinha um crocodilo como atração turística, nessa época vários assassinatos de mulheres aconteceram e Joe Ball e seu crocodilo foram acusados, mas nunca comprovaram que eles foram realmente os culpados.

Fonte : http://www.imdb.com/title/tt0074455/trivia

Nenhum comentário: